CPQD, Bosch e SL Mandic promovem o Match Connect Saúde

0
Foto: Reprodução
Startups e empreendedores dispostos a desenvolver soluções inovadoras para problemas reais na área de saúde já podem se inscrever no Match Connect Saúde, uma iniciativa conjunta do CPQD, Bosch e Faculdade São Leopoldo Mandic, com o apoio da aceleradora Baita.

As inscrições de propostas podem ser feitas a partir desta quarta-feira (13) de outubro, e estarão abertas até 16 de novembro – a divulgação das startups selecionadas para a primeira fase do programa está prevista para 19 de novembro. 

“O objetivo é promover a transformação digital na área de saúde, por meio da inovação aberta e do estímulo a startups com diferentes níveis de maturidade, que terão à sua disposição recursos tecnológicos avançados para resolver problemas com foco nas necessidades desse mercado”, afirma Maurício Casotti, gerente de Desenvolvimento de Negócios em Cidades Inteligentes e Saúde 4.0 do CPQD. 

Os recursos tecnológicos serão proporcionados pelo CPQD e pela Bosch, que também fornecerão mentoria, suporte e treinamento para o uso de suas tecnologias. O CPQD irá disponibilizar a plataforma aberta para AIoT (Artificial Intelligence of Things), uma combinação de duas plataformas desenvolvidas pela organização: a dojot, middleware para aplicações de Internet das Coisas (IoT), e a PlatIA, de Inteligência Artificial.

Já a Bosch irá fornecer dispositivos e sensores como sistema de rastreamento por meio de tags sem fio, placas de conectividade e câmeras de alta definição. “A Bosch busca constantemente apoiar iniciativas inovadoras para solucionar carências reais do mercado. Nossas soluções visam aumentar a produtividade, transparência e assertividade da solução e, por sermos uma desenvolvedora e provedora mundial de tecnologias baseadas em sensores, softwares e serviços, procuramos atuar e impactar diferentes nichos da sociedade”, afirma Marco Knabben, Community Manager Connectory e Desenvolvimento de Negócios da Bosch.

A Faculdade São Leopoldo Mandic, por sua vez, será responsável por mentorias técnicas específicas relacionadas à gestão e práticas hospitalares. Além disso, proporcionará um ambiente real de testes para a validação das soluções desenvolvidas pelas startups. “Possuímos em nosso DNA a inovação e acreditamos em soluções que visam resolver as dores emergentes da área da saúde, baseadas em validações científicas. Para isso, o Hub Mandic, uma célula que nasceu para conectar e desenvolver healthtechs, estará presente nesse programa entusiasmante para ajudar empreendedores com propósito, dispostos a se entregarem em um projeto que irá gerar impacto e fazer a diferença na saúde brasileira”, diz Gabriela Victorelli, docente na Faculdade São Leopoldo Mandic e líder de pesquisa e empreendedorismo no Hub Mandic. 

Match Connect Saúde será dividido em etapas. Para a primeira, serão selecionadas até 15 startups entre as inscritas, que passarão por uma imersão nas áreas hospitalares de interesse e nas tecnologias oferecidas no programa, seguida do desenvolvimento de uma prova de conceito que demonstre a viabilidade da solução proposta.

Com base nas apresentações das propostas pelas equipes, serão selecionadas quatro a cinco startups para a fase de pré-aceleração, que consiste no desenvolvimento, teste e validação de um produto mínimo viável em ambiente externo real, como hospitais, hubs e clínicas parceiras da Faculdade São Leopoldo Mandic. Essa segunda fase deverá se estender até o início de março de 2022, quando as startups apresentarão seus resultados à comissão formada por representantes das empresas parceiras no programa e da aceleradora Baita.

A divulgação da startup vencedora, que será incluída no programa de aceleração do Hub Mandic, está programada para 15 de março. Os interessados em participar podem fazer sua inscrição pelo link https://bit.ly/3FktTUF, onde também estão disponíveis mais informações e o regulamento completo do programa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui