Estado dobra repasse de verbas a hospitais de Campinas e região

0
Vice-Governador Rodrigo Garcia em visita ao Hospital e Maternidade Celso Pierro (Foto: Divulgação)

O Vice-Governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou neste sábado (2), em visita ao Hospital e Maternidade Celso Pierro a ampliação de repasses anuais do Estado para custeio das Santas Casas e hospitais filantrópicos da cidade. “Só aqui na região, o programa Mais Santa Casa vai sair de R$ 56 milhões, dos mais variados hospitais, para R$ 108 milhões: estamos dobrando o valor aqui na região de Campinas”, declarou o Vice-Governador. O prefeito em exercício Wanderley de Almeida participou do evento.

O apoio financeiro do Governo de São Paulo a unidades de saúde de Campinas passará de R$ 6,1 milhões para R$ 39,7 milhões, por meio do programa Mais Santas Casas. O repasse destinado ao hospital mantido pela PUC-Campinas vai saltar de R$ 3,1 milhões para R$ 35,2 milhões, valor 11 vezes maior que o atual.

Com a verba assegurada pelo Estado, o hospital Celso Pierro vai aumentar a oferta de atendimentos de cardiologia para 58 procedimentos mensais. No tratamento a pacientes com câncer, serão 505 atendimentos entre cirurgias, tomografias e ressonâncias.

“O Estado fez reformas importantes ao longo da pandemia, como enxugamento de máquina pública e redução de benefícios fiscais, que permitem nessa retomada nós termos recursos para investir. É isso que nos traz aqui, como o Pró Santa Casa, Santa Casa Nacional e Santa Casa Sustentável. Nós juntamos todos esses programas e praticamente dobramos os recursos investidos neles, ampliando repasse para aqueles hospitais que já participavam e incluindo todos os hospitais que não eram incluídos no apoio do Governo de SP”, disse Garcia.

O prefeito em exercício ressaltou a importância dos recursos extras para o hospital universitário. “O Hospital PUC-Campinas é nosso maior parceiro no atendimento aos pacientes do SUS. O aumento de recursos será de fundamental importância para podermos atender a demanda que ficou reprimida durante a pandemia”, afirmou. 

O recurso extra também permite a ampliação de dois leitos, sendo uma UTI e uma unidade coronariana. O Hospital da PUC-Campinas não tem fins lucrativos e atende casos de média e alta complexidade com capacidade de 355 leitos – mais de 60% das vagas são destinadas ao SUS.

“As pessoas fizeram sua parte na pandemia e agora precisamos ampliar os cuidados, investir mais como sinal de cuidado e agradecimento. E agradecimento não pode acontecer só em palavras, mas com gestos e atitudes. É exatamente isso que o Governo do Estado faz com o programa Mais Santas Casas para investir também em serviços filantrópicos, incluindo o Celso Pierro, que passa a receber mais de R$ 35 milhões”, disse o Secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Os outros cinco serviços de Campinas que receberão mais verbas do Estado são Centro Infantil Boldrini; Maternidade de Campinas; Hospital Sobrapar; Real Sociedade Portuguesa de Beneficência; além do Hospital Irmãos Penteado e a Santa Casa, que receberão juntos R$ 4,3 milhões anualmente.

Jaguariúna

Após a visita a Campinas, Rodrigo Garcia também participou de eventos públicos em Jaguariúna. O Vice-Governador autorizou a construção de um novo empreendimento habitacional na modalidade Nossa Casa-Preço Social, com preços subsidiados a famílias de baixa renda.

O subsídio assegurado pelo Governo do Estado é de R$ 7,8 milhões. Dos 384 apartamentos previstos para o novo conjunto, 122 serão obrigatoriamente destinados a famílias com renda de até três salários mínimos ao preço social de R$ 100 mil por imóvel. Outro aporte de R$ 1,2 milhão será aplicado para construir 120 moradias no município de Santo Antonio da Posse.

Garcia também autorizou a liberação de três novos convênios com a Prefeitura de Jaguariúna. O investimento é dividido em R$ 4 milhões para obras de pavimentação asfáltica no município — R$ 2 milhões via Estado e o restante pelo município –, R$ 350 mil para reforma e ampliação de creche e R$ 835 mil para a construção de um centro de saúde. (Assessoria de Imprensa do governo de São Paulo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui