Ex-ministro da Cultura de FHC, Francisco Weffort morre aos 84

0
Reprodução

O ex-ministro da Cultura Francisco Correa Weffort morreu neste domingo (1), aos 84 anos, após um infarto do miocárdio durante um procedimento médico, segundo informações confirmadas nesta segunda-feira (2) pela Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. Ele estava em Petrópolis, na região serrana fluminense, no sábado (31), quando sofreu um mal-estar, e foi levado à capital, onde seria submetido a uma cirurgia para a colocação de uma válvula na aorta, mas não resistiu aos primeiros procedimentos.

Cientista político e professor universitário, Weffort chefiou a pasta da Cultura durante os dois mandatos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 e 2002.Ex-ministro da Cultura de FHC, Francisco Weffort morre aos 84 1Ex-ministro da Cultura de FHC, Francisco Weffort morre aos 84 2 Antes de integrar o governo FHC, Weffort participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980, do qual foi um dos principais dirigentes. Foi secretário-geral do partido na década de 1980. O cientista político também participou da mobilização para a realização de eleições diretas para presidente da República, em 1984.

Em sua atividade acadêmica, dedicou-se ao estudo do populismo e da democracia no Brasil, o que rendeu obras como “Formação do Pensamento Político Brasileiro”, “Por que Democracia?” e “Qual Democracia?” e “Crise da Democracia Representativa e Neopopulismo no Brasil” – este, escrito com o cientista político José Álvaro Moisés.

O ex-ministro nasceu em Quatá, em São Paulo, em 17 de maio de 1937, e se formou em ciências sociais na USP (Universidade de São Paulo), onde começou a lecionar em 1961. Deu aulas na graduação até o golpe de 1964. Na década seguinte, fez parte do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento) e participou da fundação do Cedec (Centro de Estudos de Cultura Contemporânea). Em 1977, ano em que tornou-se livre docente na USP, lançou “O Populismo na Política Brasileira”.

Weffort também foi professor visitante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), já nos anos 2000, e, ao longo de sua carreira, também atuou em universidades no exterior. Fora do país, seu currículo inclui o Instituto Latino-Americano de Planificação Econômica e Social (Ilpes), no Chile; a Universidade de La Plata, na Argentina, e o Woodrow Wilson Center e Helen Kellogg Institute, da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos.

(Com Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui