Julho, um mês com os bichos em evidência

0
Foto: Divulgação

Este mês é dedicado para a divulgação da causa animal. O Julho Dourado tem como objetivo abrir a reflexão sobre a saúde dos animais – de rua e domésticos – e estimular a prevenção de zoonoses e a conscientização contra o abandono.

Por causa da pandemia, que gerou receio de que a Covid pudesse ser transmitida pelos animais, em várias partes do mundo houve um aumento do abandono de cães e gatos, msmo não havendo qualquer certeza sobre o risco de transmissão do vírus por eles.

Mesmo assim, como a prevenção é sempre a melhor alternativa, o dono do animal precisa tomar certos cuidados com relação a esse assunto. (veja em cuidados que devemos tomar com os animais de estimação em relação ao Coronavírus).

Para além deste tema, também é preciso sempre ter em mente que todo dono de pet precisa assumir a guarda responsável, o que inclui oferecer ao animal todos os cuidados necessários para garantir sua qualidade de vida e o bem-estar garantido. Os principais desses cuidados são os seguintes:

1- Manter a vacinação em dia

Manter a vacinação dos animais em dia e seguir o calendário vacinal é extremamente importante. Aliás, muitas pessoas ainda não estão habituadas com o termo zoonoses, e ficam em dúvida do que se trata. Elas são as doenças que podem ser transmitidas do animal para o homem ou do homem para o animal. Algumas das zoonoses mais conhecidas são raiva, toxoplasmose, leptospirose e leishmaniose. Todas são doenças que podem ser evitadas se a vacinação for mantida em dia (confira em Vacinas para cães e gatos: saiba quais são as principais

2- Higiene também é prevenção

Os humanos precisam estar com a higiene em dia e dispor de um ambiente limpo – e o mesmo vale para os animais. E isso ajuda inclusive a evitar diversas doenças. O banho, por exemplo, é previne infecções – e é também o momento de verificar se não existem pulgas, carrapatos ou alergias no pet. 

Além disso, a higiene bucal dos animais pode evitar tártaro, doenças bucais e proliferação de bactérias por todo o organismo deles. E, claro, o ambiente em que o pet vive também precisa ser mantido limpo

3- Exercícios

O sedentarismo na vida dos animais também afeta a saúde deles, assim como a nossa. Por isso é importante manter uma rotina de exercícios, pois animais acima do peso podem sofrer com problemas ósseos, musculares e até diabetes, sem contar complicações relacionadas à parte mental (algumas dicas sobre a saúde dos animais estão aqui)

E por fim, segue uma lista prática sobre as melhores ações que você deve tomar para garantir o bem-estar e a saúde do seu pet.

Tenha certeza de que ele já tomou todas as vacinas;

Mantenha-o vermifugado;

Dê banhos regulares e escove os dentes com material e produtos apropriados;

Ofereça ração de boa qualidade;

Nunca dê sua comida a ele – vocês possuem necessidades nutricionais muito diferentes;

Leve o pet para passear ou pelo menos o estimule a se exercitar com brincadeiras dentro de casa para que ele gaste o excesso de energia;

Mantenha o ambiente e os pertences do pet sempre limpos e em boas condições;

Procure evitar situações estressantes, como deixá-lo preso ou sozinho por muito tempo. A depressão é uma doença que afeta muito a qualidade de vida do animal;

Preste atenção ao comportamento e hábitos do pet e consulte um veterinário sempre que algo parece estranho. Também é importante levá-lo para fazer um check-up periodicamente.

Colaboração de Gabriela Olegário

Equipe Delegado Bruno Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui