Segmento de moda começa a se recuperar da pandemia

0
Foto: Divulgação

O setor de moda brasileiro deve movimentar, até o final deste ano, cerca de R$ 169 bilhões, retomando parte da fatia que havia perdido no ano passado em função da pandemia, quando atingiu R$ 149 bilhões. É o que aponta a Pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há quase 30 anos, com base em dados oficiais.

Para Campinas, os dados do IPC mostram um potencial de consumo de R$ 1,11 bilhão (considerando vestuário confeccionado, calçados e joias, bijuterias e armarinhos).

Embora o cenário seja de otimismo, o estudo mostra que ainda levará algum tempo para o segmento voltar ao patamar que havia conquistado antes da pandemia. Em 2019, o potencial de consumo em moda chegou a R$ 210 bilhões – quase 20% a mais que a projeção atual. Campinas atingiu naquele ano um valor estimado em R$ 1,45 bilhão, ou 23,5% acima do esperado para este ano.

Lojas

Se o consumo começa a recuperar seu fôlego, a quantidade de lojas tende a seguir o mesmo ritmo. Segundo o IPC Maps, do 1,5 milhão de comércios varejistas (vestuários, calçados e artigos de viagem) existentes em 2019 no Brasil, quase 350 mil fecharam as portas por causa da pandemia. Já neste ano, a quantidade de empresas voltou a subir, totalizando cerca de 1,3 milhão de unidades ativas.  

Em Campinas, havia em 2019 um total de 9.066 lojas atuando no segmento, número que caiu para 6.784 em 2020. Neste ano, houve uma recuperação, com o total atingindo 7.471 até agora – ainda assim, um recuo de 17,6%. 

RMC

Na Região Metropolitana de Campinas, o comportamento do setor segue a mesma tendência. Em 2019, o potencial de consumo era de R$ 4,14 bilhões, valor que caiu para R$ 2,75 bilhões em 2020 e subiu para R$ 3,15 bilhões este ano – ainda assim, 24% a menos que há dois anos.

Quanto ao total de lojas atuantes no segmento, das 22.612 registradas em 2019, o número caiu para 17.048 em 2020. Este ano o total cresceu para 19.273 – ainda 15% a menos que há dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui