Vinhedo começa a multar quem desperdiçar água tratada

0

A partir desta terça-feira (8) os moradores de Vinhedo estão proibidos de utilizar água para finalidades que não sejam essenciais, sob risco de multa. A fiscalização será feita pela Sanebavi e Guarda Civil Municipal (GCM), baseados no Decreto da Operação Estiagem 2021, publicado no mês passado para coibir o desperdício de água e evitar o desabastecimento na cidade. A medida é para enfrentar a estiagem prevista para este ano no Centro-Sul do Brasil.

Entre as proibições estão aguar gramados ou jardins, manter abertos ou ligados indevidamente torneiras, caixas d’água, reservatórios ou mangueiras que desperdicem água de forma contínua, lavar calçadas, ruas, varandas, pátios ou quintais, assim como a lavar veículos. Moradores que não respeitarem as proibições serão multados com o valor do preço público da ligação de água vigente ao período da infração, hoje em R$ 535,83. A cada nova reincidência a multa será dobrada.

Técnicos da Sanebavi e agentes da Guarda estão autorizados a entrar em qualquer estabelecimento industrial, comercial ou residencial nos casos de uso indevido de água tratada. Moradores podem e devem colaborar com as fiscalizações, realizando denúncias de desperdício pelo e-mail fiscalizacao@sanebavi.com.br ou telefones 0800 774 7123, em qualquer horário, e (19) 3826-8499, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

Alerta

A fiscalização no ato da denúncia depende da disponibilidade dos servidores para irem até o local. Se não for possível autuar em flagrante, os infratores serão notificados. As medidas de uso racional de água foram adotadas em Vinhedo com o alerta de especialistas, indicando que o período de estiagem deste ano exige atenção e cautela no uso da água em todo o Estado de São Paulo para evitar um cenário mais crítico. A Nota de Alerta 03/2021 emitida pelo Consórcio PCJ aponta baixas vazões dos rios e baixo armazenamento de água nos reservatórios, em especial no Sistema Cantareira. Esse cenário se reflete em represas e mananciais de Vinhedo.

A Sanebavi poderá ainda requisitar recursos hídricos particulares e imóveis que possuam lagos, nascentes e outras formações aquíferas, que possam ser utilizados para a captação de água para o abastecimento da cidade. Uma comissão foi criada para acompanhar a evolução da estiagem e do abastecimento e adotar medidas necessárias.

Fonte: Prefeitura de Vinhedo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor,deixe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui